CLÉU ARAÚJO
Crônicas Contos Aforismos Fatos Invenções

A mulher, o sábado, a dúvida

por: Cléo Araújo

01 OUT

2005

Hoje é sábado. É noite de sair. Ou será que isso só é regra até os quinze anos? Enfim, uma vontade de ficar em casa monstra… Tem o filminho que eu aluguei na quinta. Comedinha romântica. Tem pipoca de microondas e brigadeiro do aniversário da sobrinha da minha amiga. Meu sofá está me encarando. Já são 18h. E eu não fiz escova. É não vai dar para sair mesmo. Sem escova, não dá, olha esse cabelo nojento, preciso fazer luzes. Só vou sair, na verdade, depois que retocar essas luzes.

Telefone. Será que é minha amiga. Ai, vi no bina, é ela. A gente combinou de sair, de ir numa baladinha, e eu desisti. Não vai dar para falar para ela que eu desisti, ela está contando com a minha companhia, mas, meu Deus… Começou a chover. Não vai rolar a baladinha. Ai coitada, atendo? Ou não? Parou. Vou ligar para ela.

Liguei para ela, contei que não vou mais sair, que estou feia, gorda e que está chovendo. Ela entendeu. Está na TPM e entendeu perfeitamente. Vou tomar banho. Colocar pijama, ser engolida pelo sofá e ficar lá até amanhã cedo.

Nossa, que banho bom, saí nova do chuveiro. Que sabonete sensacional, preciso comprar mais desses sabonetes de mel de abelha inglesa. Acho que posso ir ao shopping amanhã, comprar sabonetes. Aproveito para ver um sapato beterraba e um tomara-que-caia branco para usar com a minha calça nova. Ai, minha calça, cadê ela? Ali. Essa calça é show. Vou provar, só para ver como ela fica. Nossa, não é que estou até mais magra dentro dessa calça? Nossa, fiquei tão bem que me deu até vontade de sair de novo. Mas, está chovendo ainda… Mas aí eu poderia até usar aquele meu casaco novo, com capuz, que só dá para usar em dia de chuva mesmo.

Amiga. Ainda são 20h, dá tempo de dizer que eu voltei para o plano de sair? Ela está de pijama, também desistiu porque ninguém mais queria sair. É que depois do sabonete e da calça tudo mudou. A gente vai sair. Certo? Combinado.

Ela foi se trocar. A chuva engrossou muito, mas tá abafado, credo. Ai, não vai dar para colocar o casaco de capuz. Beleza, tem outro bonitinho que dá pra usar hoje, num dia chuvoso e abafado. Nossa, meu celular apitou. Mensagem escrita. Não acreditooooo. Meu paquera desaparecido. Achei que ele tinha se mudado ou deletado meu número da agenda dele. O que ele escreveu? “Oi, tudo bem? Vai onde hj?”. Nossa, seria legal encontrar ele, essa chuvinha, romântico… Mas não, vou dizer que já tenho um programa com minha amiga. Escrevi, pronto… “Um beijo, nos falamos amanhã?”. Agora espero ele responder enquanto me troco. Minha amiga vai passar para me pegar às 21h30.

Tirei a toalha da cabeça. Será que faço escova? Não, vou deixar essa juba secar naturalmente, tá chovendo mesmo… Seja o que Deus quiser. Mas que blusa eu ponho? Precisava da tomara-que-caia que eu vou comprar amanhã. Droga, não tem blusa para essa calça. Que raiva. O celular apitou de novo. “Nos falamos, um beijo, boa noite”. Nos falamos? Mas quem vai ligar, ele ou eu? Ai, que droga, não tenho blusa, não sei se devo ligar pro paquerinha amanhã, meu Deus, um relâmpago horrível.

Vamos lá, tem aquela verdinha, pode funcionar. Beleza, funcionou. Mas que cabelo é este que está se formando na minha cabeça? Eu estou virando a Elba. Óleo, reparador, vai, cabelinho, abaixa. Não dá. Um coque. Um rabo. Piranhas. Mini-piranhas. Nada. Juba da moléstia, sabia que devia ter feito escova. Ai, não quero mais sair. Quero voltar ao filminho, à pipoca e ao sofá. Minha amiga vai me matar.

Telefone. É ela. O carro dela acabou a bateria, assim, do nada. Deus é pai. Obrigada Deus. Estou sem carro, está na revisão, só vou pegar amanhã. É, não era para gente sair mesmo. Bom, mas amanhã pode ser que eu fale com o paquerinha, posso usar a calça nova amanhã. E daqui até lá parou de chover e dá tempo de arrumar a juba da Elba.

Peguei a pipoca. Sentei no sofá. Coloquei o filme. Mas está passando um especial sobre chimpanzés no Animal Planet. Assisto o filme amanhã. Vou pagar um dia de multa na locadora, mas assim, se eu não sair com o paquerinha, pelo menos tenho alguma coisa para fazer amanhã à noite. Até porque domingo é mesmo dia de ficar em casa…

Deixe seu Comentário

Aviso: A moderação de comentários está habilitada e pode atrasar seu comentário. Não há necessidade de reenviar seu comentário.