CLÉU ARAÚJO
Crônicas Contos Aforismos Fatos Invenções

Seu Rocha

por: Cléo Araújo

23 NOV

2012

Seu Rocha nasceu faz um tempo.

Antes de 30. Depois de 25. Um a mais, um ao menos, não ficaria mais novo hoje, Seu Rocha. Seu Rocha que um dia, velhinho, de repente ficou.

Mas sei que Seu Rocha um dia veio. E para o Ceará nunca mais voltou.

Chegou com olhos verde-azulados, sob névoa de mistérios genéticos, o Seu Rocha. Nariz aquilino de Cristão Novo da Silva. Maxilar indigenamente marcado. Mix holandotupi, cacique dos países baixos… Seu Rocha, seu nome nunca ninguém explicou.

Seu Rocha dirigiu Variante cor de abacatada. Fez bico pra tomar cerveja e muitos, mas muitos “meus cachorros” criou.

Não gostava de Buraco, o Seu Rocha. Sujava canastra real. Comprometia cem pontos. Mas jogava mesmo assim, o Seu Rocha, que uma colherada de doce de banana e outra na geladeira beliscou.

Seu Rocha cultivou pluma e coqueiro. Abacaxi e pitanga. Abacate e morango, Seu Rocha plantou.

Adorava nadar, o Seu Rocha. Mas não gostava de trocar marcha, não. Um deus da ignição, o Seu Rocha, passava de 2ª para 5ª. Quando o carro ia afogar, Seu Rocha dava um jeito e o carro ia. Ia até o Mato Grosso, até Fortaleza, só em 2ª e em 5ª marcha. Quase ninguém notou.

Seu Rocha contou história.

Fosse na rede ou no acordeom, Seu Rocha a vida de chinelo de couro tocou. Cuidou da chácara sem ficar doente, o Seu Rocha. Da cabeceira da mesa, até piano Seu Rocha tocou.

Seu Rocha viveu bastante. O suficiente para chegar aqui. Partiu antes do fim do mundo, o Seu Rocha. Antes do mundo acabar, ele o deixou.

Até há pouco tempo, sanfona imaginária, Seu Rocha, eu sei que tocou. Conheceu a bisneta e ficou pronto para dormir cantando, o Seu Rocha. Deixou o mundo antes dele deixá-lo, e o fez assim, num silêncio em Sibemol.

Seu Rocha, Rafaé da Silva, Araujo para mim deixou.

Araujo, Seu Rocha. Araujo…

Araujo quem, hoje, Seu Rocha, Araujo sou eu quem sou.

Deixe seu Comentário

Aviso: A moderação de comentários está habilitada e pode atrasar seu comentário. Não há necessidade de reenviar seu comentário.